Ícone Facebook Ícone Instagram Ícone WhatsApp (11) 9 8537-3260
Busca:
0 item(s)
R$  0,00

Desafio das Serras: Rio do Rastro
Data da Publicação: 29/09/2018

Desafio das Serras: Rio do Rastro

Desafio das Serras de 2018 o Pedala Corinthians comemorou seus 5 anos e o palco para essa grande festa não poderia ser melhor: Serra do Rio do Rastro em Santa Catarina e Serra da Graciosa no Paraná.

O primeiro dia foi um verdadeiro desafio, chegamos no hotel pela manhã depois de uma noite toda no ônibus de viagem, tomamos café, deixamos as malas no quarto e já fomos ao desafio.

A serra do Rio do Rastro está localizada no município de Lauro Muller, a mais de 1421 metros de altitude, o percurso é caracterizado por subidas íngremes e curvas fechadas e alguns quiosques, são 284 curvas, os primeiros 16km são asfaltados e nos outros 7km, em concreto com subidas e curvas de180° é também coberta pela mata atlântica e com uma fauna bem diversa, não é difícil ver vários quatis em determinado ponto do percurso.

Em um lugar que se pode ter todas as estações do ano em um único dia, neste dia tivemos só o verão, com um sol escaldante, e o clima úmido em algumas partes, o que seguramente dificultou a subida.

Saímos de Orleans um município antes de Lauro Muller, fiz 71km, é uma serra bem desafiante e no final fica ainda mais íngreme.
Quando se chega no topo e olha lá de cima tudo o que se percorreu, é lindo, é uma sensação única, gratificante, de dever comprido consigo mesmo.
E isso ainda não foi tudo...
O visual é deslumbrante!
O presidente me parabenizando pela chegada!








A descida não é mais tranquila, o cuidado e atenção deve ser dobrados, não esqueça que dividimos a estrada com carros e caminhões que usam a estrada, e também é cansativa por estar com a mão no freio o tempo todo.
Segundo dia: Serra da Graciosa. A primeira estrada pavimentada da até então província do Paraná, ela liga a área planáltica com o litoral, o que antes era trajeto de indígenas, passou a ser utilizada para o transporte com carroças. Sua inauguração se deu em 1873.
Voltar